HomeNossa HistóriaArtigosFotosVideosNotícias
MinistériosDownloadsCadastre-seFale ConoscoLocalização
 
 
 COLUNISTAS
   Carla Alecrim
   Dom Alberto Taveira
   Dom Sérgio Eduardo Castriani, CSsP
   Frei Sebastião F., ofmcap
   Frt. Inácio da Trindade, sjs
   Ivanildo Jr
   Lucimar Maziero
   Padre Flávio Sobreiro
   Papa Bento XVI
   Papa Francisco
   Papa João Paulo II
   Pe. João Evangelista, sjs
   Pe. Micael de Moraes, sjs
   Ronnei Peterson
 
 CATEGORIAS
   **Mostrar tudo
   **Artigo
   **Bispos
   **Espiritualidade
   **Formação
   **Formação Humana
   **Liturgia Diária
   **Ministérios
   **Notícias
   **Papa
   **Raio-x do Servo
   **RCC
   **Sacerdotes
   **Santo do Dia
   **YouCat
 
Artigo: Porque orar pelos mortos?
Subtítulo: Por Dom Anuar Battisti
Data: 31/10/2013
Categoria: **Formação

Ao aproximar-se do dia de finados, quero partilhar com vocês algumas reflexões bíblico-teológicas sobre este tema. A fé que nos anima, faz dar sentido a tudo o que fazemos, desde um abraço, até o perdão por uma ofensa grave. Tudo na vida de quem crê tem um sentido sobrenatural, que vai além de uma visão puramente humana. Diante do enigma da morte, por maior que seja a capacidade humana, nunca chegará a entender porque Deus escolheu este caminho. O livro dos Salmos nos garante que não fomos feitos para a corrupção. “Disso se alegra meu coração, exulta a minha alma; também meu corpo repousa seguro, pois não vais abandonar minha vida no sepulcro, nem vais deixar que teu santo experimente a corrupção. O caminho da vida me indicarás, alegria plena à tua direita,para sempre”(Salmo 16,6-11). Para quem vive somente para este mundo,não pode ver sentido na morte e nem mesmo encontrar razão para rezar por aqueles que amamos na terra e que continuamos amando sempre.

Paulo apóstolo, escrevendo aos Coríntios afirma: “O mesmo se dá com a ressurreição dos mortos: semeado corruptível, o corpo ressuscita incorruptível; semeado desprezível, ressuscita reluzente de glória;semeado na fraqueza, ressuscita cheio de força; semeado corpo psíquico,ressuscita corpo espiritual”(1Cor 15,41-42). As Escrituras também atestam que é uma obra de misericórdia sepultar os mortos,(cf.Tb1,15-20). “Puseram-se em oração, suplicando que o pecado cometido fosse totalmente cancelado. Fizeram uma coleta individual, reuniram duas mil moedas de prata e mandaram a Jerusalém, a fim de que fosse oferecido um sacrifício pelos pecados. Se não tivesse esperança na ressurreição dos que tinham morrido na batalha, seria coisa inútil rezar pelos mortos.Mas considerando que existe uma bela recompensa guardada para aqueles que são fiéis até a morte, então esse é um pensamento santo e piedoso.Por isso, mandou oferecer um sacrifício pelos pecados dos que tinham morrido, para que fossem libertados do pecado.(II Mac 12, 42-45).

Acreditamos que Jesus ressuscitado, nosso Senhor, é fonte de esperança para todos os que depositam nele a sua fé: Ele nos faz participantes da sua Vida.A tal ponto que, no fim da nossa vida, não é o nada o que nos espera,mas a vida eterna na plenitude de Deus; Ele nos “chamou das trevas para a sua luz maravilhosa”(1Pd 2,9). A razão de orar pelos que já partiram e por aqueles que ainda ficaram só tem sentido se crermos na ressurreição, como disse o Mestre Jesus: “Eu sou a ressurreição e avida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” (Jo11,25). O apóstolo das nações entendeu profundamente esse mistério que chega afirmar aos Romanos: “Se o espírito daquele que ressuscitou Cristo dentre os mortos habita em vós, Aquele que ressuscitou Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em vós”(Rm, 8,11).

Jesus nos previne de um fato que é determinante para alcançar a glória e a recompensa eterna. “Não fiqueis admirados com isso, pois vem a hora em que todos os que estão nos túmulos ouvirão sua voz, e sairão. Aqueles que fizeram o bem ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, para a condenação”(Jo 5,28,29). Portanto somos corresponsáveis para alcançar a recompensa, seja aqui na terra nos ajudando a corresponder ao amor de Deus, como depois da separação, vale recordar,vale lembrar, vale orar pois “para Deus tudo é possível”.  Orar é amare para quem ama não existe separação de tempo e nem de espaço. O céu começa aqui.


Fonte: ComShalom
Voltar para página de artigos
Comentários

Nome(requerido)

Email(requerido)




mais comentários clique aqui ...
Todos os direitos reservados a Invictos Tecnologia
Versão 1.0.0.89