HomeNossa HistóriaArtigosFotosVideosNotícias
MinistériosDownloadsCadastre-seFale ConoscoLocalização
 
 
 COLUNISTAS
   Carla Alecrim
   Dom Alberto Taveira
   Dom Sérgio Eduardo Castriani, CSsP
   Frei Sebastião F., ofmcap
   Frt. Inácio da Trindade, sjs
   Ivanildo Jr
   Lucimar Maziero
   Padre Flávio Sobreiro
   Papa Bento XVI
   Papa Francisco
   Papa João Paulo II
   Pe. João Evangelista, sjs
   Pe. Micael de Moraes, sjs
   Ronnei Peterson
 
 CATEGORIAS
   **Mostrar tudo
   **Artigo
   **Bispos
   **Espiritualidade
   **Formação
   **Formação Humana
   **Liturgia Diária
   **Ministérios
   **Notícias
   **Papa
   **Raio-x do Servo
   **RCC
   **Sacerdotes
   **Santo do Dia
   **YouCat
 
Artigo: Carismas na Igreja: dons, não motivos de divisão
Subtítulo: Aos olhos de Deus, todos os carismas são importantes.
Data: 01/10/2014
Colunista: Papa Francisco
Categoria: **Papa

A catequese do Papa Francisco nesta quarta-feira, 1º, foi sobre os carismas na Igreja. O Santo Padre destacou que o carisma é um dom para a Igreja, não motivo de inveja ou divisão.

Francisco segue o ciclo de catequeses sobre a Igreja, desta vez falando sobre os dons que o Espírito Santo oferece a ela em sua caminhada na história. Na linguagem comum, quando se fala de “carisma”, entende-se um talento, mas na perspectiva cristã, explicou o Papa, assume outra conotação que vai além de uma qualidade pessoal.

O carisma, disse o Pontífice, é uma graça, um dom dispensado por Deus por intermédio da ação do Espírito Santo, para que seja colocado a serviço de todos. De fato, é no seio da comunidade que alguém pode reconhecer os carismas que tem.

Nesse momento, o Papa Francisco brincou com a multidão que participava da catequese, dizendo que uma pessoa não pode achar que tem o dom de cantar, são os outros que têm que reconhecer este carisma. E enfatizou que é importante que nós nos questionemos sobre os carismas existentes em nós. “Há qualquer carisma que o Senhor fez nascer em mim e que os meus irmãos, na comunidade cristã, o reconheceram e o encorajaram? E como me comporto em relação a este dom: com generosidade ou como motivo de orgulho?”

Sua Santidade acrescentou que a mais bela experiência é descobrir a diversidade e a multiplicidade de carismas na Igreja, pois todos são um dom do Pai à comunidade para que esta cresça harmoniosamente como um só corpo: o corpo de Cristo. “Ai de nós se fizermos de tais dons motivo de inveja ou de divisão!”, advertiu.

Aos olhos de Deus, todos os carismas são importantes, disse o Santo Padre. Dessa forma, em uma comunidade cristã, todos precisam uns dos outros e cada dom recebido só se realiza plenamente quando partilhado com os irmãos para o bem de todos.

Por fim, o Sumo Pontífice recordou que hoje a Igreja celebra Santa Teresinha do Menino Jesus, que morreu aos 24 anos. “Ela queria ter todos os carismas”, recordou o Papa. Porém, foi na oração que Santa Teresinha descobriu que seu carisma era o amor. Este é um carisma que todos têm, reforçou Francisco. “Peçamos, então, a Santa Teresinha esta capacidade de amar a Igreja e aceitar todos os carismas, com o amor de seus filhos.”


Fonte: canção nova
Voltar para página de artigos
Comentários

Nome(requerido)

Email(requerido)




mais comentários clique aqui ...
Todos os direitos reservados a Invictos Tecnologia
Versão 1.0.0.89