HomeNossa HistóriaArtigosFotosVideosNotícias
MinistériosDownloadsCadastre-seFale ConoscoLocalização
 
 
 COLUNISTAS
   Carla Alecrim
   Dom Alberto Taveira
   Dom Sérgio Eduardo Castriani, CSsP
   Frei Sebastião F., ofmcap
   Frt. Inácio da Trindade, sjs
   Ivanildo Jr
   Lucimar Maziero
   Padre Flávio Sobreiro
   Papa Bento XVI
   Papa Francisco
   Papa João Paulo II
   Pe. João Evangelista, sjs
   Pe. Micael de Moraes, sjs
   Ronnei Peterson
 
 CATEGORIAS
   **Mostrar tudo
   **Artigo
   **Bispos
   **Espiritualidade
   **Formação
   **Formação Humana
   **Liturgia Diária
   **Ministérios
   **Notícias
   **Papa
   **Raio-x do Servo
   **RCC
   **Sacerdotes
   **Santo do Dia
   **YouCat
 
Artigo: As demoras de Deus para o servo impaciente
Data: 02/10/2014
Categoria: **RCC

No encerramento das atividades do sábado (27) do Encontro de Nacional Intercessão Profética, realizou-se a Santa Missa, que foi presidida pelo sacerdote da Comunidade Obra de Maria, Padre Moises Coelho. Diante do Evangelho (Lc 9,43b-45), o presidente da Celebração refletiu sobre o segundo anúncio da Paixão de Jesus Cristo.

Na leitura do dia, Jesus anunciou aos discípulos que haveria de ser entregue nas mãos dos homens e os discípulos ali presentes não compreenderam o que Jesus queria lhes dizer com aquelas palavras. Com isso, Padre Moises afirmou que precisamos da intercessão de Jesus, pois, muitas vezes, não entendemos o que Ele nos quer falar.

“Precisamos esperar e confiar em Deus, porém o mais difícil é esperar sem entender quais são os desígnios de Deus”, disse o clérigo. E saber esperar é a maior necessidade, neste momento, mas o problema é que não aprendemos a aguardar e entender o jeito que o Senhor fala conosco, afirmou.

Com breves palavras, o sacerdote contou sobre sua trajetória no discernimento vocacional e expôs o quão difícil foi saber ouvir aquilo que Deus lhe dizia. Ele descreveu que achava que o Senhor fosse chama-lo claramente, mas isso não aconteceu. Padre Moises buscou na Palavra aquilo que o Senhor desejava, mas Ele, segundo o padre, revela a sua graça aos poucos e de formas diferentes.

“Vive-se hoje a cultura do Miojo, em que se deseja tudo muito rápido”, ilustrou o padre, que continuou afirmando que as respostas precisam ser dadas imediatamente e não se sabe esperar o tempo certo para ouvir. Consequentemente, vem os erros deste afobamento por respostas. “Não se busca esperar o tempo certo e se quer respostas concretas”, disse.

Padre Moises Coelho atentou que Deus não dá respostas sólidas e não responde no tempo das pessoas, mas isso não quer dizer que Ele não as responde. E ensinou: “É necessário aguardar as demoras do Senhor, mesmo estando no sofrimento. Maria é o maior exemplo de perseverança na dor, acreditando, mesmo sem entender, e esperando aquilo que eram os projetos de Deus”.

É imprescindível que se persista na oração, acrescentou o sacerdote, mesmo na dúvida, mesmo que não se entenda o que o Senhor deseja ensinar. “Continue tocando o coração de Jesus com a oração”, motivou o padre, encerrando a homilia.


Fonte: Rcc
Voltar para página de artigos
Comentários

Nome(requerido)

Email(requerido)




mais comentários clique aqui ...
Todos os direitos reservados a Invictos Tecnologia
Versão 1.0.0.89